Brasil participa da principal conferência internacional sobre uso da inteligência artificial no direito

Publicado em 14/06/2019 às 18h10

FONTE: JORNAL DO BRASIL

Brasil participa da principal conferência internacional sobre uso da inteligência artificial no direito

O Brasil participará ativamente da mais importante conferência mundial de inteligência artificial aplicada ao direito, que este ano acontecerá em Montreal, no Canadá

A conferência principal do International Conference on Artificial Intelligence and Law- ICAIL terá dois artigos apresentados por pesquisadores do Lawgorithm (www.lawgorithm.com.br), associação de pesquisa sobre inteligência artificial e Direito. Uma das apresentações será feita pelo professor da USP, Juliano Maranhão, fundador e diretor do Lawgorithm, que trata dos modelos formais de interpretação jurídica. O outro artigo será o do pesquisador Marco Almada sobre decisões automatizadas e proteção de dados. Juliano Maranhão é também membro do Comitê Científico da conferência e um dos professores do doctoral consortium do ICAIL19, iniciativa de orientação de doutorandos de universidades ao redor do mundo para publicação de trabalhos no ICAIL.
 

O Superior Tribunal de Justiça (STJ) também estará presente no evento, com uma demonstração do “Projeto Sócrates”. O projeto, desenvolvido pela equipe de tecnologia do tribunal, utiliza técnicas de inteligência artificial para fornecer informações relevantes para o relator de um processo. Com isso, a expectativa é reduzir o tempo necessário para lidar com recursos especiais e agravos em recurso especial —que representam 85% do acervo do STJ. 

O ICAIL ocorre a cada 2 anos e em 2019 acontecerá entre os dias 17 e 21 de junho, em Montreal, no Canadá, no centro de justiça cibernética da Universidade de Montreal (www.icail2019-cyberjustice.com). 

Além dos trabalhos que o Lawgorithm e o STJ apresentarão na conferência principal, também haverá presença brasileira nos eventos-satélite do ICAIL. De acordo com Juliano Maranhão, esta edição do evento será a que terá o maior número de brasileiros, desde a primeira edição. 

O professor Cesar Serbena, da UFPR, organiza um workshop onde serão apresentadas pesquisas sobre processamento de linguagem natural em vários idiomas, dentre eles o português. Já Guilherme Paulino Passos, doutorando no Imperial College London, participará de uma competição de processamento automático de textos jurídicos. 

A próxima edição do evento será em 2021 e a USP, em parceria com o STJ, por iniciativa do ministro João Octávio Noronha e do professor Juliano Maranhão, pretendem submeter uma candidatura conjunta para trazer o ICAIL para o Brasil.

https://www.jb.com.br/pais/2019/06/1005000-brasil-participa-da-principal-conferencia-internacional-sobre-uso-da-inteligencia-artificial-no-direito.html 

voltar para Notícias

left show fwR tsN bsd b02s|left tsN show fwB bsd b02s|left show tsN fwB normalcase|bnull||image-wrap|news fwB fwR normalcase tsN|fwR normalcase tsN fsN|b01 c05 bsd|login news fwR normalcase tsN|fwR normalcase tsN c15 bsd b01|normalcase tsN|content-inner||